Projeto 6 on 6 Canada – Abril 2021 – Os muitos lados da vida no Canadá

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é img_3088.jpg

Acabo de perceber que não escrevo um post aqui no blog já tem um mês, mas nos últimos dias tenho estado muito focado na missão de recuperar os meus seguidores no Instagram, já que consegui retornar na plataforma, mas perdi tudo o que eu tinha no meu perfil anterior.

Uma coisa que eu não perco, no entanto, é o dia e nem a hora de publicar o meu texto que faz parte do Projeto 6 on 6 Canada. Se você ainda não conhece o projeto, permita-me apresentá-lo novamente. Todo dia 6 de cada mês, eu e mais um grupo de pessoas que moram em 5 partes diferentes do Canadá, publicamos um artigo em nossos blogs, que embora tenha o mesmo tema, traz as nossas características individuais, a nossa visão de mundo. Participo do Projeto desde Outubro de 2019, e embora eu perceba que meu tempo esteja chegando ao fim, reconheço que ter entrado para esse grupo enriqueceu demais o conteúdo do meu blog.

O post de hoje, por exemplo, fala sobre os muitos lados da minha vida aqui no Canadá, e para isso, vocês terão uma overdose de fotos minhas, coisa que não é muito comum, nem aqui, nem no meu perfil das redes sociais. Veja então as fotos que separei para o texto deste mês.

O Desbravador

O lado desbravador, neste contexto, serve tanto para descrever o meu espírito aventureiro, de sair explorando a cidade, conhecendo novos lugares, fazendo trilhas, observando as casas, descobrindo coisas novas, OU o lado da vida do imigrante que precisa chegar, sem conhecer nada e ninguém, e ir metendo as caras, aprendendo a viver em um novo país, driblando os desafios com o idioma, com as diferentes culturas, enfim, com a nova realidade. Depois de mais de 6 anos morando aqui, posso dizer que já desbravei muitos desses caminhos, mas todos os dias ainda sou exposto a coisas novas, situações inesperadas, palavras desconhecidas, então, posso afirmar que continuarei desbravando por muito e muito tempo.

O Focado

Principalmente no quesito profissional, posso dizer que um dos lados da minha vida aqui no Canadá que mais me consome, é o do ser focado nos meus objetivos. Desde que cheguei aqui trabalho para a mesma empresa. Comecei pequeno, inseguro, e com o passar do tempo, fui aprendendo, me desenvolvendo, e hoje estou a frente de um projeto de muita importância para a cidade de Hamilton. Não foi, e nem está sendo fácil. Trabalhar com questões sociais envolve muitos desafios, tanto externos quanto internos, já que é muito comum nos deixarmos abalar pelas dificuldades do outro. Aos mesmo tempo em que eu e meu time desempenhamos um papel relevante para as pessoas que estão vivenciando uma situação de rua, devemos sempre estar conscientes de que não somos super heróis, e nem sempre conseguiremos realizar tudo aquilo o que temos em mente. Justamente por isso que mantenho sempre o meu foco naquilo o que importa, e isso tem me ajudado bastante a seguir firme na luta.

“O bom moço”

Esse lado aqui vive em um constante conflito. Ao mesmo tempo em que pareço ser o “bom moço”, sério, respeitoso, calmo e de fala mansa, sou desbocado, falo muitos palavrões, me estresso, xingo. Sei me comportar de forma adequada em qualquer situação. No trabalho, as pessoas só foram conhecer o “outro lado” depois que eu já havia conquistado o meu espaço por lá. Eles estranharam, obviamente, pois realmente me viam como esse cara sério, centrado, que pensa mil vezes antes de falar. Não esperavam nunca ouvir um fuck da minha boca. Aliás, alguns ainda dão risada quando me ouvem falando isso. A questão, é que para conquistar o meu espaço no trabalho, eu sempre fui muito comprometido, disponível, levava as coisas com extrema seriedade, e isso fez com que as pessoas realmente acreditassem que eu era 100% daquele jeito. Mesmo vocês que me acompanham pela internet, recebo um monte de mensagens sempre que falo algum palavrão, ou faço alguma piada sobre algum assunto. Acho que o lado “bom moço” ainda continua prevalecendo por aqui.

O que cai, mas levanta

Cair e levantar é um processo comum em qualquer lugar em que estivermos, mas quando estamos em um outro país, longe das nossa família e das pessoas que nos conhecem a vida inteira, cair é sempre mais desafiador. Nem sempre teremos aquela mão que nos puxa para cima disponível nesses momentos. Em alguns deles teremos que nos apoiar onde der para nos levantarmos. Desde que cheguei aqui no Canadá eu passei por alguns desses momentos. Uns mais simples do que outros, mas sempre dei um jeito de me levantar novamente. Vida de imigrante não é fácil não. É importante para você que está planejando vir, que esteja preparado para enfrentar essas dificuldades.

O que espera a hora certa

“Aff Reinaldo, tá todo cheio de frases prontas hoje, hein!”. Estou mesmo, e por mais brega que eu ache essas frases, tenho que admitir que elas fazem muito sentido. Quando me mudei para o Canadá, eu queria que as coisas acontecessem em um ritmo muito mais acelerado do que elas realmente aconteceram. Parecia que tudo demorava uma eternidade: o emprego dos sonhos, aquela viagem desejada, a casa cheia de amigos, a compra do carro, a residência permanente. Mas cada uma dessas coisas aconteceu exatamente no momento exato que elas tinham que acontecer. Eu só precisei aprender a ter a paciência necessária para que elas pudessem rolar sem afobamento. Hoje eu ainda fico ansioso quando as coisas estão enroladas? Claro que fico, mas já consigo raciocinar com mais clareza, pois sei que já tive que esperar no passado, e que quanto esse processo de espera foi importante. Aguenta firme então, porra!!!!

“O menino de Hamilton”

Esses dias fui cortar o meu cabelo, e quando estava de saída, uma cliente lá do salão chegou e me reconheceu – “Nossa, o menino de Hamilton!!!”. Na hora, eu ainda meio sem graça, dei uma gargalhada, pois achei aquele termo engraçado demais. Ser o Menino de Hamilton nunca foi algo que eu tenha planejado quando ainda estava no Brasil. Quando cheguei aqui resolvi iniciar o blog, de forma muito despretensiosa. Naquela época sabia-se muito pouco sobre a cidade, e as pessoas estavam começando a se interessar pelos processos de imigração do Canadá. Com o tempo, perdi o interesse no blog, deixei ele parado por 3 anos, e depois resolvi voltar. O Instagram me deu mais visibilidade, mas o blog sempre esteve lá disponível para quem tivesse interesse em pesquisar no Google as palavras “brasileiros em Hamilton”. Ser reconhecido por algum outro brasileiro que chega aqui na cidade é algo que ainda me espanta. Embora eu demonstre ser desinibido quando estou falando nos meus vídeos e stories, pessoalmente eu sou praticamente um “bicho do mato”. Sou introvertido na maior parte das situações, mas confesso que ter este espaço onde exponho as minhas opiniões, os meus valores, a minha estória, me deu a oportunidade de avaliar minhas ações, meus conceitos, e isso me tornou um cara melhor. Gosto de ser “o Menino de Hamilton”, por isso se você ainda não começou a seguir o meu novo perfil no Instagram, está esperando o que, carai???


Bom, esse foi o meu post do mês de Abril para o Projeto 6 on 6 Canada. Recomendo agora que vocês cliquem nos links abaixo para visitarem os blogs das demais participantes do Projeto. Estou curioso para ver como elas abordaram esse tema, mas tenho certeza absoluta que cada uma tocou no assunto de forma bem diferente da outa. Não acredita? Então não perde mais tempo e vá lá conferir.

Priscila – Victoria – Embarque com a Pri

Mariana – Calgary – Mariana Day Blog – De bem com a vida no Canadá

Gabriela – Toronto – Gaby no Canadá

Nanda – Ottawa – Sala da Nanda

Thaís – New Westminster – Viajadora

Um comentário

Deixe uma resposta para Nuno França Blog Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s