Projeto 6 on 6 Canada – Maio 2020 – 6 mitos sobre a vida canadense

img_3088

Embora para muitas pessoas os dias estão parecendo todos iguais por conta do distanciamento social, por aqui a vida está mais corrida do que nunca, e o tempo está passando rápido demais. Quando menos percebi, já estava na hora de preparar um novo post para o Projeto 6 on 6 Canada. Para quem ainda não conhece o projeto, faço questão de explicar. Todo dia 6 de cada mês, eu e mais 5 outros blogs de pessoas que vivem em diferentes cidades no Canadá, compartilhamos um mesmo tema e escrevemos sobre ele.

Hoje decidimos falar sobre um tema que eu, particularmente, gostei bastante de refletir. É muito comum criarmos expectativas e fantasias a respeito de um país antes de nos mudarmos para ele. Acredito que a grande maioria das pessoas que hoje moram no Canadá, ao chegarem aqui, acabaram mudando algum conceito que tinham previamente estabelecido sobre o país. Com a velocidade das informações de hoje em dia, ao mesmo tempo em que é mais fácil tomar conhecimento sobre a realidade de outros países, é igualmente fácil de se encantar por realidades mascaradas que são vendidas por aí por pessoas mal intencionadas.

Listarei a seguir 6 mitos sobre a vida no Canadá que eu fui desvendando depois que já estava morando por aqui.

1- O Canadá é um país de Primeiro Mundo e não há pobreza

Canada's Official Poverty Line - graph
Fonte: Statistics Canada

Embora os números estejam bem melhores do que eram em 2015 quando cheguei no Canadá, pelo menos 3.2 milhões de pessoas vivem abaixo da linha da pobreza por aqui. Isso representa 8,7% da população total do país.

De acordo com o jornal local aqui de Hamilton, entre os anos de 1996 e 2016 a taxa de pobreza aqui na cidade caiu de 21,9% para 16,6%, mas esse número ainda é bem mais alto do que gostaríamos que fosse.

Imagino que para muitos isso seja uma surpresa enorme. Temos a tendência de achar que esses problemas sociais somente acontecem nos países não desenvolvidos, e não imaginamos que ao chegarmos no Canadá veremos famílias passando fome, e pessoas vivendo nas ruas, especialmente durante os meses mais frios do ano.

Existem muitos programas assistenciais para as famílias e indivíduos de baixa renda, assim como existem muitas Organizações sem fins lucrativos que trabalham com essa população mais vulnerável. É muito comum vermos nos centros das grandes cidades a presença dessas agências, e por consequência, desse público alvo.

Se isso é algo que te incomoda, evite escolher esses grandes centros para morar, ou procure por bairros mais afastados da região de downtown.

Outra coisa que acho importante mencionar é que os food banks são para uso exclusivo dessa população que mencionei aqui nesse post. Assim, não inclua os food banks no seu plano de vinda para o Canadá como forma de economizar com a sua alimentação. Esses programas auxiliam aquelas pessoas que realmente necessitam, e como vimos nos números, são muitas delas por aqui. Seja consciente!!!

2- Faz frio o ano todo

wp-1588730185399.jpg

Esse é um outro grande mito que vemos por aqui. Quando falamos que no verão a gente quase morre de calor, as pessoas que estão acostumadas a nos ver “enterrados” na neve durante o inverno, não conseguem imaginar que estamos falando a verdade. Entre os meses de Maio e Outubro, as temperaturas aqui de Ontário, pelo menos, são extremamente convidativas para fazermos atividades externas. Depois de um inverno, muitas vezes rigoroso, tudo o que mais queremos é aproveitar o calor e as belas paisagens que vemos por aqui.

Temos a tendência de achar que os Canadenses são acostumados com o frio, já que viveram aqui a vida toda.  A maioria deles simplesmente detesta o frio, e se pudessem, passariam o inverno inteiro em qualquer lugar do mundo em que estivesse fazendo calor.  Assim como nós brasileiros, eles também contam os dias para a chegada do verão para poderem curtir tudo aquilo o que não puderam fazer durante o inverno.

Se você pretende morar no Canadá um dia, venha preparado para a sensação térmica de 40 graus durante alguns dias dos meses de Julho e Agosto.

3 – Não existe preconceito contra imigrantes

Immigrants Flock To Canada, While U.S. Declines
Crédito da foto: Forbes.com

Esse é um tópico que resolvi listar aqui, mas que pode dividir opiniões. Me lembro que um dos motivos que me fez optar pelo Canadá foi essa suposta abertura que eles têm com os imigrantes. São acostumados a conviver com muitas culturas, e muitos deles, também são filhos ou netos de imigrantes, e, portanto, isso é uma coisa normal para eles.

Acontece que a prática nem sempre é igual a teoria. O preconceito existe sim, muitas vezes velado, mas está ali presente.

Se vocês me perguntarem se eu já me senti excluído ou agredido pelo fato de ser brasileiro, a minha resposta será não. Felizmente nunca passei por nenhuma situação em que tenha sentido que estavam sendo preconceituosos comigo, mas isso não significa que eu nunca tenha presenciado alguma situação com pessoas de outras culturas.

Em geral, nós brasileiros temos a fama de sermos bons trabalhadores, de sermos um povo alegre, e isso acaba nos favorecendo por aqui. Mas seria extremamente incoerente da minha parte fingir que os Sírios, Paquistaneses, Afegãos, Indianos, Chineses e Africanos em geral recebem o mesmo tratamento que nós recebemos, porque isso não é verdade.

Já vi inúmeras notícias de pessoas que no meio de alguma discussão, insultam imigrantes e mandam eles voltarem para os seus países. Esse comportamento é extremamente condenável por aqui, mas acontece com mais frequência do que gostaríamos que acontecesse.

Se você que está lendo esse post já passou por alguma situação assim, peço que deixe um comentário aqui me contando como foi.

E para vocês que estão planejando vir, venham preparados para enfrentar casos como esses, mas não permitam que isso destrua o seu sonho de viver aqui. Somos resilientes, e isso também nos ajuda a superar obstáculos como esse.

4- As pessoas são frias

wp-1588732297079.jpg

Inúmeras vezes já ouvi alguém se referindo aos Canadenses como um povo frio, e eu discordo totalmente dessa afirmação. Entendo sim que eles foram criados de uma maneira diferente da nossa cultura. Não se cumprimentam com beijos e abraços como nós fazemos, respeitam mais o espaço alheio, não aparecem na sua casa sem ser convidado ou de forma inesperada, muito menos esperam que você faça o mesmo, mas nada disso, na minha opinião, significa que eles não sejam receptivos ou calorosos.

As pessoas com quem convivo aqui adoram uma piada, dar umas boas risadas, querem saber como foi o meu final de semana, perguntam sobre nossos costumes, gostam de aprender algumas palavras em português, se importam comigo nas datas comemorativas, enfim, demonstram afeto mesmo sem ficar me abraçando ou me convidando para sair com eles o tempo todo.

Acho essa fama de serem frios injusta, e acredito que esse é um mito que vocês somente poderão entender depois que já estiverem aqui. Mas respeitem o tempo das pessoas. Não pensem que se tornarão amigos de infância logo de cara. Nesse sentido eles são mais lentos que nós brasileiros, mas como falei, isso não significa que eles não se importam, apenas, demoram mais para confiarem e se abrirem.

5- Tudo é baratinho por aqui

img_4114

Já falei sobre esse assunto no meu Instagram, mas isso é algo que realmente se desmistificou depois que cheguei aqui.

Me lembro de quando morava no Brasil e viajava para os Estados Unidos de férias. Achava tudo muito barato por lá e, na maioria das vezes, voltava para casa com as malas abarrotadas de compras. Depois que cheguei no Canadá, ainda achando que tudo era acessível, comecei a ver que as coisas não eram bem assim.

Quando se paga aluguel, contas mensais, prestação do carro, seguro, e etc, algumas coisas que antes pareciam ser baratinhas, já não são tanto assim. Com exceção de alguns cargos mais específicos, os salários aqui no Canadá não são tão altos como imaginamos. O custo de vida é elevado também, então mesmo que algumas coisas custem bem menos do que custariam se estivéssemos no Brasil, nem sempre temos condições de comprá-las quando quisermos.

As vezes passo meses sem comprar uma peça de roupa, mesmo que o preço seja aparentemente atrativo. A parte boa, no entanto, é que aqui as promoções são de verdade, então, às vezes vale a pena esperar pelo momento exato de comprar algo. Tenho feito isso, e tem funcionado bem. Talvez o mito então não seja que as coisas são baratinhas, mas sim a ideia de estar no Canadá e poder comprar tudo o que quiser. Isso sim é um grande mito!

6- Depois que eu for PR meus problemas vão acabar

wp-1588734732730.jpg

Deixei esse tópico por último porque sei que ele é polêmico. Tenho visto muitas pessoas apostando todas as suas fichas na Residência Permanente e acreditando que todos os seus problemas aqui no Canadá se resolverão no momento em que elas fizerem o seu landing por aqui.

É óbvio que a conquista do PR tira um peso enorme das costas de alguém. Passei por isso também, então entendo perfeitamente o sentimento. O medo das coisas darem erradas durante todo o processo de imigração é constante. O processo em si é estressante, é caro, é demorado, é frustrante, etc e tal.

Mas depois que a gente consegue a residência permanente ainda precisamos enfrentar o mercado de trabalho, as dificuldades com o idioma, os problemas de relacionamento, a saudade da família, o winter blues e muitos outros obstáculos que fazem parte da vida de um expatriado.

Vejo muitas pessoas escolhendo ir para lugares que talvez nem se identificam apenas porque acreditam que será mais fácil conseguir a Residência Permanente por lá. Acho válido para quem se prepara, mas também arriscado de certa forma. Não adianta ser PR e não gostar de onde mora, ser infeliz. Você resolve um problema, mas cria outros às vezes ainda maiores. Assim, meu conselho é, não mirem a Residência Permanente como o seu ponto de chegada, mas como uma parada importante no caminho, que te dará forças para continuar a viagem. O caminho é longo, não se esqueça disso!!!!

Bem, esses foram os 6 mitos sobre a vida canadense que eu consegui pensar. A maioria deles foi baseada em minhas próprias experiências por aqui. Agora estou curioso para saber quais os mitos as demais participantes do projeto irão listar. Que tal checar os blogs delas? Deixarei os links disponíveis abaixo.

Um abraço a todos e até a próxima!!!

img_2740

Gabriela – Toronto – Gaby no Canadá

Dani – Newmarket – Vidal Norte

Priscila – Victoria – Embarque com a Pri

Mariana – Calgary – Mariana Day Blog – De bem com a vida no Canadá

Elisa – Edmonton – Casei e Mudei

 

 

 

7 comentários

  1. Que post legal… Assino embaixo em (quase) todos os pontos. Principalmente o que menciona a pobreza. Foi uma certa surpresa para mim ver pedintes e moradores de rua por exemplo. Parte disso provavelmente fruto de uma ingenuidade/ignorância minha da época, mas “still”, foi um baque.
    O “quase” acima é em relação aos preços – mesmo antes de vir, pesquisando na internet, já achava tudo bem caro por aqui rsrs. Mas até hoje vivo convertendo tudo para reais, o que não ajuda nessa percepção rsrs – minha esposa me dá várias broncas no estilo “quem converte não se diverte” rsrs.
    Abraços!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s