COVID-19: o que sabemos até o momento sobre o impacto na vida do trabalhador no Canadá

wp-1584410932592.jpg

Acreditem, nenhum de nós, blogueiros ou criadores de conteúdo, gostaríamos de ficar falando sobre essa doença. Não é algo que eu, particularmente, me sinto preparado em compartilhar, e tudo o que sei, é o que já está disponível e publicado nos sites oficiais do Governo Canadense.

No entanto, a doença está causando um impacto enorme na vida das pessoas que trabalham, não apenas no Canadá, mas no mundo todo, e isso sim é algo que me motiva a escrever, pois lido diariamente com pessoas, que por algum motivo, externo ou não, perderam as suas casas e hoje vivem nas ruas de Hamilton.

Até o momento, não foi divulgada nenhuma medida de proteção aos trabalhadores que precisarão deixar seus empregos para cuidar dos filhos que estão fora das escolas e creches. O Governo da Província de Ontário divulgou que está estudando alguma forma de auxiliar esses trabalhadores, mas nada foi aprovado ainda.

Para as pessoas que trabalham full time e que têm direito a tirar sick days quando estão doentes, caso precisem se ausentar do trabalho porque contraíram a doença, ou estão em casa cuidando de filhos que foram infectados, provavelmente poderão utilizar esse benefício para cobrir os dias que estarão afastadas. Caso não tenham mais sick days disponíveis, provavelmente poderão utilizar os dias de férias que ainda têm. Para quem não tem nem sick days, nem férias, a alternativa será solicitar na empresa o seu ROE (Record of Employment) e dar entrada no EI (Employment Insurance) sickness benefits.

As pessoas que são elegíveis ao EI sickness benefits, podem receber um auxílio por até 15 semanas, sendo ele 55% de seu salário, até um máximo de $573 por semana. Para maiores informações, acesse o site oficial do Governo Canadense.

Nos casos dos trabalhadores que as empresas tiveram que encerrar suas atividades, ainda que temporariamente, por conta da pandemia, também precisarão dar entrada no EI para receber o auxílio durante o período em que não poderão trabalhar

Percebam que usei a palavra provavelmente algumas vezes durante a minha explicação. Como o Governo ainda não divulgou quais serão as medidas de proteção ao trabalhador afetado pelo COVID-19, quem serão as pessoas elegíveis, como funcionará, fica tudo muito incerto. Tenho a sensação que cada empresa criará o seu próprio plano de contingência, e estabelecerá as regras que são possíveis dentro da sua própria capacidade, afinal, nem todos os trabalhadores têm direito a sick day e vacation. Creio que aqueles que não terão nenhuma proteção na própria empresa, serão os elegíveis à assistência do Governo.

Ficarei de olho nas notícias dos próximos dias, e assim que tiver qualquer novidade, voltarei aqui neste post para atualizá-lo.

O que posso dizer, com toda certeza, é que a vida de muitas famílias ficará extremamente afetada com a doença. Os food banks das cidades, que já estão sobrecarregados, ficarão ainda mais. Assim sendo, se você que está lendo esse post, tiver a oportunidade de fazer uma doação de alimentos não perecíveis para alguma instituição da sua comunidade, não deixe de fazer. Ela poderá aliviar a preocupação de muitas famílias que não terão condições de prover os alimentos para seus filhos.

Do mais, vamos torcer que os efeitos do COVID-19 sejam rapidamente controlados, e que a saúde e a economia se recuperem mais rápido do que imaginamos.

Se cuidem!!!!

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s