Reflexões sobre o College no Canadá

Nessa primeira semana de Dezembro, acompanhei nas redes sociais, seja através de Stories ou vídeos do IGTV, uma série de depoimentos a respeito das experiências com o College aqui no Canadá. Em sua maioria, esses depoimentos trouxeram relatos bem negativos, seja pelo nível das aulas ministradas, a qualidade dos professores, o desleixo com o material que é apresentado em sala de aula, e tudo isso, atrelado à insatisfação com o valor da tuition do College.

Quando vi esses depoimentos, comecei a refletir sobre a minha própria experiência, já que também vim para o Canadá como estudante internacional de College. Me lembrei que tive críticas pontuais a respeito de um professor ou outro, mas que no geral, a minha experiência no Mohawk College aqui de Hamilton, tinha sido muito positiva.

Como já tem 3 anos que me formei, pedi nas redes sociais para que os estudantes atuais do Mohawk se manifestassem sobre o assunto, afinal, as coisas poderiam ter mudado desde 2016. Sem surpresas, recebi informações que a qualidade das aulas e o nível dos professores, continuam sendo pontos positivos. Obviamente existem coisas que precisam ser melhoradas, mas a experiência geral é bem satisfatória.

Mas e a tuition? É justo pagar 3 vezes mais que um estudante doméstico?

Essa é uma questão um tanto quanto polêmica. Eu, por exemplo, faço parte do time que adoraria que o valor do College fosse mais barato. Fiz um curso de 4 semestres, sendo que 3 deles foram no mesmo ano, por ser uma opção de curso fast track. Agora imaginem: tive que pagar em um mesmo ano, aquilo o que as pessoas que fazem o curso normal pagam em 2. Não tive o verão para poder respirar e ganhar um dinheiro para complementar o valor do programa. Foi assim, uma facada no peito para pagar tudo. Utilizei todas as minhas economias do Brasil e sequei a fonte. Mas, eu sabia que assim seria, e mesmo assim decidi fazer.

Acontece que, mesmo torcendo para que o College fosse mais barato, tenho que ser maduro o suficiente para entender o porquê isso não acontece.

Quando falamos em College Público aqui no Canadá, sabemos que ele não é gratuito. Mas se não é gratuito, por que é público? Porque os colleges são financiados pelo Governo e os alunos domésticos recebem um subsídio para estudar lá. Se esses mesmos alunos tivessem optado por um college privado, não receberiam essa ajuda do governo, e, consequentemente pagariam mais pelo ensino.

Podemos nos perguntar aí por que somente os alunos domésticos tem o subsídio, mas entendo que é fácil de chegar a essa conclusão, já que o Canadá valoriza o seu povo, e, portanto, prioriza os cidadãos canadenses e aqueles que já são residentes permanentes.

Agora imaginem um cenário em que o país reduz o valor da tuition do College dos estudantes internacionais, igualando-o ao dos estudantes domésticos. Um sonho, certo? Não sei não. Penso que se isso acontecesse, os americanos que vivem nas regiões da fronteira viriam em peso estudar aqui. Além deles, chineses, indianos e outras comunidades que já ocupam os corredores das faculdades e universidades Canadenses hoje em dia, viriam em número ainda maior. Sabe o que aconteceria? Faltariam vagas para os estudantes domésticos, pois assim como qualquer outro recurso, as vagas são limitadas. Mas alguém pode dizer: é só limitar a entrada de estudantes internacionais.  E o que isso causaria? Na minha opinião, vistos negados aos montes!!!

Se o governo Canadense tivesse um número limitado de entradas para estudantes e tivesse que decidir entre alguém como eu, que ralou para conseguir juntar o dinheiro para pagar uma faculdade aqui, e alguém que já vem como o dinheiro não só da faculdade, mas também para comprar um carrão importado e movimentar a economia do país, quem vocês acham que seria contemplado com vagas tão restritas? E quem mora aqui no Canadá entende muito bem o que estou me referindo agora. Muitos dos estudantes internacionais, principalmente das Universidades, vêm de famílias tradicionais em seus países de origem, e dinheiro para eles não é um problema, como é para a maioria de nós brasileiros.

Além disso, ouvi de uma professora na época em que estudei no Mohawk, que a receita que os estudantes internacionais geram para a faculdade, contribui para as melhorias que são realizadas por lá. Aqui em Hamilton, por exemplo, nos últimos 10 anos, o Mohawk construiu 2 novos prédios em seu campus. O último deles, foi depois que eu finalizei o meu curso lá. Visitei a escola, esses dias, para uma formatura e fiquei impressionado com essa nova adição. Ficou sensacional! Assim, por mais que eu tenha praticamente deixado meus braços e minhas pernas lá para pagar o valor da minha tuition, fico contente de ver que aquele valor foi bem empregado em melhorias. Se pretendo morar permanentemente por aqui, saber que em minha comunidade existe um college com boa reputação e com uma infraestrutura de qualidade, me trás segurança para o futuro, afinal, muitos de nós, temos filhos e queremos que eles também tenham acesso ao ensino de qualidade.

E por falar em qualidade, se é isso que está faltando no College de outras cidades aqui do Canadá, eu entendo perfeitamente a frustração dos alunos e apoio, sem sombra de dúvidas, que isso seja divulgado nas redes sociais, para que outras pessoas que estão planejando vir, tenham a opção de escolher se querem ou não estudar lá. Fico entristecido de ver que nem todos estão tendo a mesma oportunidade de ter professores tão profissionais como os que eu tive. Espero que isso mude. Continuem reclamando caso não estejam recebendo por aquilo o que estão pagando.

Para quem está no Brasil ainda se planejando, minha sugestão é, que depois desses relatos que surgiram na internet nos últimos dias, vocês pesquisem ainda melhor as faculdades para o qual vocês estão se programando. Se para isso vocês precisarão morar em cidades diferentes das que vocês pensaram originalmente, façam isso! Já vi muitas pessoas que estudaram no Mohawk e depois mudaram para outras cidades com melhor mercado de trabalho. Acho isso muito válido. Não escolham uma cidade que tem um college com má reputação somente porque será mais fácil conseguir um emprego lá. É melhor se apertar no início, mas receber um ensino de qualidade que fará seu investimento (3 vezes maior do que um estudante doméstico) valer a pena, do que mudar de cara para uma cidade em que você acredita que conseguirá o emprego dos sonhos, mas ver a sua economia de tantos anos no Brasil ser jogada no lixo.

Quero deixar claro aqui que essa reflexão é totalmente pautada na minha opinião pessoal e, não deve ser levada com uma verdade universal. Agora, se você compartilha desta minha opinião e acredita que essa informação mereça ser conhecida por um número maior de pessoas, peço a sua ajuda compartilhando esse texto com os seus amigos que pretendem morar e estudar no Canadá. O valor da tuition é sim exorbitante para nós brasileiros, mas torcer para que ele seja reduzido, em minha opinião, apenas fará com que a nossa chance de estudar aqui fique cada vez mais distante da realidade.

Um abraço a todos, e até a próxima!!!

 

 

 

Um comentário

Deixe uma resposta para Universidades e Colleges de Hamilton | Vivendo em Hamilton Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s