Projeto 6 on 6 Canada – Outubro 2019 – Por onde andamos

img_3088

O dia 6 de Outubro marca o início de uma nova fase do Blog Vivendo em Hamilton. A partir de hoje, faço parte do Projeto 6 on 6 que já está no ar desde 2015. Para quem ainda não conhece o projeto, explicarei como funciona: todo dia 6 de cada mês, seis blogueiros (as) que vivem em diferentes cidades do Canadá, escrevem sobre um determinado tema, mostrando, assim, as diferentes opiniões e visões de mundo, através de fotos e vivências. Minha chegada ao grupo dificultará um pouco a vida das meninas, tão acostumadas a se referirem ao projeto com 6 blogueirAS, mas agora teremos que adaptar essa fala. Antes de mais nada, agradeço pelo convite e espero corresponder às expectativas.

O tema deste mês não poderia ter sido melhor, uma vez que será uma excelente oportunidade para eu me apresentar para o novo público que chegará através dos outros 5 blogs participantes. Todos nós falaremos um pouco sobre “Onde Andamos“, e isso revelará um pouco sobre mim. Vamos andar então?

img_2802

Esse velho par de tênis preto, me acompanha desde que cheguei no Canadá no final de 2014. Já está desgastado, com a sola querendo abrir, mas não consigo me desfazer dele. É o meu velho “companheiro de guerra”. É ele que me leva nas minhas andanças pela cidade de Hamilton, onde moro desde que me mudei para este país em 2014. Na foto, estou subindo as escadas de uma das trilhas que mais gosto aqui na cidade, a Chedoke Radial Trail. Estaria mentindo se dissesse que gosto de me exercitar nas escadas. Muito pelo contrário, eu evito ao máximo ter que passar por elas, mas a trilha passa pela parte de cima da montanha, portanto, não há como fugir dos degraus. Tento, todavia, começar a trilha de um lado em que precise apenas descer as escadas, ao invés de subi-las. Pretty lazy, eh!!! A verdade é que encontrei nas trilhas uma forma de relaxar. Posso passar horas andando pelo mesmo caminho, todos os dias, e não me canso dele. Sempre vejo paisagens diferentes, pessoas diferentes, animais silvestres, ou seja, cada dia é uma nova experiência. Esse foi um dos presentes que o Canadá me deu: o contato com a natureza, que eu já não valorizava quando estava no Brasil. Thank you, Canada!!!

 

afterlightimage-1Infelizmente não tenho o dom de “andar sobre a água”, apesar de sim, já ter caminhado sobre esse lago (o Lake Ontario) durante os meses de inverno. Andar na água foi algo que fiz bastante durante o verão que acabou de ficar para trás. Aproveitei o máximo que pude para curtir bastante a água. Fui algumas vezes passar o dia em Long Point, uma praia de água doce localizada a mais ou menos 100 km de Hamilton. Também curti bastante a super piscina que fica no Bronte Creek Provincial Park, a poucos minutos daqui da cidade. Não posso deixar de mencionar que fui acampar, como já contei aqui, e obviamente, aproveitei a oportunidade para me refrescar no Lake Huron. Andar por qualquer lugar que tenha água, é, praticamente certeza que minha diversão está garantida.

img_3053-2Com a chegada do Outono, é praticamente impossível não aproveitar os momentos de folga para andar em algum parque em busca das cores da estação. No final de Setembro as folhas ainda não estão 100% coloridas, e ainda não caíram das árvores na mesma intensidade em que isso acontece no mês de Outubro. Mas já dá para ver os diferentes tons, e a perfeição disso é inquestionável. O Outono é, sem dúvidas, a minha estação preferida aqui no Canadá. Embora eu goste demais de aproveitar os dias quentes de verão, a temperatura dos meses de Setembro e Outubro são as que eu considero as mais agradáveis para fazer um passeio por aqui. Mesmo que já esteja ventando bastante, é só se agasalhar bem, enrolar um cachecol no pescoço, segurar um café quente na mão, e partir em busca da foto perfeita.

img_3050Andando por um desses parques da cidade, esses dias me deparei com uma Greenhouse Tropical e entrei para espiar. Fiquei olhando cada uma das plantas e admirando as flores e as frutas que estavam crescendo por lá. Me lembrei que nunca tinha feito absolutamente nada de jardinagem no Brasil, mas que aqui acabei descobrindo que gosto bastante de cuidar do jardim. Como moro em apartamento, tenho uma plantinha ou outra, que normalmente, pela falta de experiência, deixo morrer, mas acabei me voluntariando para cuidar do jardim lá da empresa em que trabalho, e até que as coisas deram certo. A maioria das flores que plantei por lá já estão no segundo ano, então em 2019 elas cresceram bem mais fortes e mais saudáveis. Não precisei me esforçar demais para elas ficarem bonitas, mas tive bastante trabalho para tentar manter as ervas daninhas longe lá do meu jardim. É engraçado que depois que me engajei com isso, sempre que estou andando pelo bairro, ou mesmo por alguma trilha da cidade (já falei que gosto de trilhas, right?) fico reparando nas flores. É uma pena que logo mais elas tirarão uma longa pausa e voltarão apenas no início de Abril.

img_3124

Cadê o tênis preto, Reinaldo? Ah, ando trabalhando demais, e na hora de ir ao escritório, são os sapatos sociais que me acompanham por lá. Mas quando digo que trabalho bastante, não estou exagerando não. Quando somos novos no Canadá, a gente passa por uma série de desafios, e imaginamos que aqueles que já estão aqui há mais tempo, já superaram esses obstáculos e têm uma vida muito mais confortável. Isso é verdade de um certo modo. Os desafios iniciais passam, mas com eles vem muitos outros. Alguns até mesmo mais difíceis e inesperados. Ando pensando bastante sobre isso. Intensifiquei, e muito, as minhas horas de trabalho, e isso acabou, de certa forma, impactando um pouco no meu tempo livre para andar e explorar a cidade. Acabei me limitando mais aos finais de semana, que geralmente são curtos para fazer tudo aquilo que não tenho tempo, ou disposição, para fazer durante a semana. Mesmo assim, me considero sortudo por trabalhar próximo de casa, assim, não perco tempo me deslocando de casa ao trabalho e vice-versa. Isso me poupa uns bons minutos, e eu deveria aproveitá-los para caminhar e me exercitar com mais frequência.

afterlightimage

Mas eu também sinto que preciso falar um pouco de onde NÃO ANDEI. Percebo que durante o verão, a gente sente uma obrigação de sair de casa e aproveitar os dias de calor, que duram muito pouco. Também vejo, que a vida de aspirante a blogueiro e participante ativo nas redes sociais, também trazem uma inquietação de que temos que estar em todos os lugares a todos os momentos, para fazer um registro bacana, tirar uma foto descolada ou mesmo gravar um vídeo com uma informação relevante. Com isso, a gente acaba deixando de aproveitar algo que também é importante. O ficar em casa, relaxando, sem fazer nada, sem pressa, sem cobranças. Deixei sim de andar por algumas vezes, e não me arrependo disso não. Agora que o tempo começa a ficar mais geladinho, a gente acaba ficando em casa sem culpa, mas aproveitei os meus momentos durante o verão também. Não andei por todos os lugares que gostaria, mas a parte boa disso, é que ainda tenho muito pela frente e muitos caminhos a percorrer.

 

Espero que tenham gostado de fazer essa caminhada comigo. Agora os convido a visitarem os outros 5 Blogs que participam do Projeto 6 on 6.

img_2740

 

6 comentários

Deixe uma resposta para reinaldoemhamilton Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s