O nosso primeiro Halloween

Desde que as lojas começaram a vender artigos decorativos de Halloween há mais de um mês, já tínhamos decidido que levaríamos a Alice para o tradicional trick or treat (gostosuras ou travessuras) aqui no 31 de Outubro. Compramos até uma roupinha para ela também entrar no clima durante o passeio pelas casas enfeitadas e crianças fantasiadas.

Trick or TreatNa última semana, no entanto, um fato novo ocorreu para deixar a nosa festa ainda mais especial. Combinamos de levar conosco o Arthur, o filho de um casal de brasileiros que conhecemos recentemente por aqui. O Arthur tem 9 anos e apenas 5 meses de Canadá. Assim como para nós, este foi o seu primeiro Halloween, e ele estava super animado.

Ficamos bastante impressionados com o grau de envolvimento das pessoas aqui da vizinhança. A partir das 18 horas, crianças e adultos fantasiados popularam as ruas do bairro para participar da festa. As casas, em sua maioria, estava enfeitadas e seus moradores dispostos a entregar as guloseimas às crianças. Quem não tem interesse de participar, simplesmente deixa as luzes da frente apagadas e assim, nenhuma criança passa naquela casa. Já aqueles que querem contribuir, mas que não estão interessados em ficar entrando e saindo para atender a porta, deixam os doces na entrada da casa com uma plaquinha dizendo que cada criança pode pegar uma ou mais gostosuras.Monstros

Vimos fantasias de vários modelos: super heróis, princesas da Disney, piratas, monstrinhos, motorista de ônibus, bailarinas e até o boneco Chuck.

O Arthur começou tímido. Com a sua máscara posta, ele falava tão baixinho que os moradores das casas às vezes nem ouviam. Com o tempo, ele foi ficando cada vez mais empolgado. Ele mesmo já via quais casas estavam participando e escolhia qual a próxima deveria ir. No final, ele já chegava dizendo o seu trick or treat e preparava o seu baldinho para receber a recompensa. Aliás, tivemos que esvaziar o tal baldinho umas 3 vezes para caber os doces que não paravam de chegar.Balde de Doces

A Alice não ficou atrás na disposição. Quando alguém abria a porta das casas, ela já queria logo entrar. Parecia mais uma criança. Apenas no finalzinho é que começou ficar cansada e acabou ganhando um colo.

O saldo do Halloween foi bem positivo, não só para o baldinho do Arthur, mas para todos nós também. Ficamos muito felizes de ter participado do evento e, principalmente, por termos visto a alegria das duas crianças por viverem aquele momento.

No próximo ano também querermos nos fantasiar, mas enquanto isso, ficaremos com as lembranças da noite de ontem e de como o nosso primeiro Halloween no Canadá foi divertido!

Um abraço a todos e até a próxima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s